25 de outubro de 2020

Hyundai faz recall de 180.000 SUVs Tucson sobre risco de incêndio

Um total de 180.000 SUVs Hyundai Tucson dos anos modelo 2019-2021 precisarão ser devolvidos à concessionária depois que a montadora emitiu um novo recall para o veículo. Em documentos apresentados à Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário nesta semana, a Hyundai disse que um módulo ABS com defeito aumenta o risco de incêndio.

Hyundai acredita que o controle de qualidade não percebeu o problema durante a produção. Especificamente, o resíduo do processo de soldagem do módulo ABS no nível do fornecedor pode se acumular no componente e causar um curto-circuito, especialmente em calor e umidade. Os proprietários podem notar fumaça saindo do compartimento do motor, um odor de queimado ou derretendo e ver a luz do ABS acender no painel.

A montadora observou que está ciente dos incêndios relacionados ao recall, mas não divulgou quantos. 

Este é agora o terceiro recall em tantos anos que a Hyundai emitiu que se refere a um módulo ABS com defeito. Em 2018, a montadora fez um recall de quase 88.000 veículos Azera e Sonata depois de descobrir que a água poderia provocar um curto-circuito. No início deste ano, a montadora fez um recall de 229 mil veículos Kia Sorento e Sedona , também pela possibilidade de um módulo ABS causar um curto-circuito e, por sua vez, um incêndio. Hyundai disse ao Roadshow que os módulos ABS dos dois recalls anteriores são de fornecedores diferentes e cobrem defeitos potenciais separados.

Assim que os técnicos derem uma olhada no Tucson, eles substituirão o módulo ABS imediatamente. A Hyundai planeja iniciar a campanha de recall em 30 de outubro, com avisos enviados aos proprietários naquele momento.

 

Show Buttons
Hide Buttons