16 de setembro de 2020

O redesenho do Gmail do Google visa Slack, Microsoft Teams

O Google anunciou na quarta-feira uma grande reformulação do Gmail, com o objetivo de expandir o aplicativo além de um serviço de e-mail e torná-lo um centro de planejamento de projetos e bate-papo com colegas de trabalho. A atualização coloca o Gmail em uma competição mais direta com outros aplicativos de produtividade de rivais, incluindo Slack e Microsoft, que tem um produto chamado Teams. 

A ideia é trazer os serviços separados do Google, como Google Docs, Drive e Agenda, em um só lugar. O novo design mostra quatro guias na parte inferior da tela do usuário: Mail, Chat, Meet para videochamada e Rooms. 

O recurso mais recente, Rooms, é semelhante às salas do Slack, que permitem que pessoas da mesma equipe no trabalho colaborem em tempo real. Na versão do Google, as pessoas podem bater papo, trocar arquivos e editar Google Docs sem alternar entre guias. 

“Há a tarefa de uni-los e de torná-los maiores do que a soma de suas partes”, disse Javier Soltero, chefe da divisão GSuite do Google para aplicativos de produtividade, em entrevista na quarta-feira.

O redesenho ocorre à medida que as empresas em todo o mundo passam a trabalhar remotamente em face da pandemia do coronavírus . As empresas fecharam seus escritórios e passaram a depender de softwares de produtividade para manter seus funcionários conectados. 

O distanciamento social também foi uma bênção para os produtos do Google. Em abril, o CEO do Google, Sundar Pichai, disse que o uso do Meet havia aumentado. Ele disse que o serviço estava adicionando 3 milhões de novos usuários por dia durante a pandemia, contra 2 milhões de novos usuários um dia algumas semanas antes . Pichai disse que o serviço tem 100 milhões de participantes em reuniões por dia. O Google também adicionou um botão Meet ao Gmail em abril, e o redesenho torna a integração ainda mais proeminente.

Os críticos do Google, no entanto, podem desconfiar do gigante das buscas que usa a escala de suas plataformas para empurrar as pessoas para seus outros produtos, onde os concorrentes não têm tanta vantagem. Por exemplo, o Gmail, com mais de 1 bilhão de usuários, coloca o Meet na frente e no centro, em vez de um rival como o Zoom. Em uma reportagem no The Wall Street Journal na terça-feira, o Google também foi acusado de favorecer o YouTube nos resultados de busca em relação a outros serviços de vídeo. A empresa está sob o escrutínio antitruste de funcionários federais e estaduais que investigam seu domínio de mercado. 

Na quarta-feira, Soltero disse que o Google tem uma longa história de integrações de produtos e que o redesenho do Gmail visa tornar esses crossovers uma experiência mais coesa. 

O aplicativo atualizado também possui outros recursos, como suspender notificações, atribuir tarefas e aplicar um filtro “não perturbe”. O Google está testando o aplicativo de redesenho com algumas empresas agora, antes de lançar o serviço de forma mais ampla no próximo mês.

 

Show Buttons
Hide Buttons